Avião cai no Chapadão do Céu: Novas informações sobre o acidente

Homens vistoriam o avião caído

Maxuel Lessa, o piloto que tripulava o avião modelo Ipanema Embraer que caiu numa propriedade rural de Chapadão do Céu, será  transferido para o Hospital Santa Helena em Goiás, uma referência em traumatismo na região. Ele foi resgatado com múltiplas fraturas pelo Corpo de Bombeiros logo após o acidente.

As informações foram confirmadas pelo empresário da  Walter Tenório da Costa, proprietário da empresa de aviação, por volta das 11 horas (MS) da manhã de hoje. Entre os ferimentos mais graves estão fraturas nas pernas e bacia. A Tenoar tem sede em Chapadão do Sul e há vários anos presta serviço de pulverização e aplicação de defensivos agrícolas em propriedades rurais da cidade e região.

A aeronave já estava com o compartimento de carga vazio  no momento do acidente. Após aplicar o produto sobre a plantação o piloto fez a manobra para retornar e caiu há cerca de 8 metros da pista de pouso.  O caso passa a ser investigado pelo Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos). O avião tem seguro e a saúde do piloto é tratado com prioridade pela empresa, destacou Tenório.

Os técnicos do Cenipa fazem a análise para a identificação dos fatores contribuintes da ocorrência, visando a formulação de recomendações sobre a segurança. A investigação de acidente aeronáutico é de grande importância para melhorar o máximo possível a segurança de voo, seja militar ou civil. Por causa disso, existem convenções e resoluções internacionais para padronizar procedimentos de apuração, análise e recomendações. César Rodrigues / O Correio News

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta