São Paulo pressiona, mas para na defesa do Corinthians no 1º jogo da final

Clayson tenta escapar da marcação de Helinho (Foto: Corinthians/Divulgação)

O São Paulo pressionou, mas não conseguiu furar a defesa do Corinthians no primeiro jogo da final do Campeonato Paulista. O placar terminou em 0 a 0 no estádio do Morumbi neste domingo (14).

Com este resultado, quem vencer o jogo da volta, em Itaquera, será o campeão. Em caso de empate, a disputa será decidida nos pênaltis.

O Tricolor, já sob comando do técnico Cuca no gramado, foi mais ofensivo e levou mais perigo ao gol de Cássio, porém pecava na finalização para frustração dos mais de 60 mil torcedores.

O último paulista do São Paulo foi obtido em 2005, por pontos corridos. Em 2003, o clube disputou a última final do torneio, quando foi derrotado pelo mesmo Corinthians. Já o Timão busca seu 30º título, o que seria o seu tricampeonato consecutivo. Campo Grande News

Palmeiras vence, garante classificação e complica situação do São Paulo

Disputa foi no Pacaembu – Foto: Foto: Divulgação / Palmeiras

No estádio do Pacaembu neste sábado (16), o São Paulo recebeu o Palmeiras pressionado na tabela e perdeu para o rival por 1 a 0, um golaço de Carlos Eduardo aos 34 do segundo tempo.

Se a equipe tricolor teve domínio do jogo no primeiro tempo, criando mais chances que o adversário, a derrota concretizada já na parte final da partida complica o clube na classificação.

Com 14 pontos, o São Paulo é atualmente o segundo colocado do Grupo D, três pontos atrás do Ituano, mas pode ser ultrapassado pelo Oeste, caso este vença o Corinthians no domingo (17).

Almejar a liderança é ainda mais difícil, já que o clube pode apenas empatar empontos com o primeiro colocado do grupo e precisaria tirar uma diferença de cinco gols de saldo.

Na última rodada, o time comandado por Vagner Mancini terá a difícil missão de vencer o São Caetano fora de casa e que briga contra o rebaixamento, enquanto o Oeste recebe o também ameaçado da degola Mirassol.

A torcida presente no estádio e que aplaudiu o time na saída para o intervalo terminou o jogo protestando contra os atletas, contra a diretoria e xingando o presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

Já do lado palmeirense, a vitória não só manteve o tabu (são agora 10 jogos sem perder para o rival no Paulista), como também classificou a equipe, atualmente líder do Grupo B.

Na última rodada, o Palmeiras receberá a Ponte Preta. Um empate bastará para garantir o primeiro lugar do grupo e a vantagem de decidir em casa o duelo das quaras de final, que será contra Novorizontino ou Guarani.

Foram 17.755 pagantes para um total de 19.208 presentes para prestigiar o Choque-Rei. A renda foi de R$ 689.900,00.

SÃO PAULO

Tiago Volpi, Igor Vinícius, Arboleda, Ardeson Martins e Reinaldo (Leo); Luan (Everton Felipe), Hudson e Hernanes (Brenner); Antony, Pablo e Gonzalo Carneiro
T.: Vagner Mancini

PALMEIRAS

Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Antônio Carlos e Victor Luís; Felipe Melo, Moisés (Bruno Henrique) e Ricardo Goulart; Dudu (Jean), Gustavo Scarpa e Borja (Carlos Eduardo)
T.: Luiz Felipe Scolari

Árbitro: Thiago Duarte Peixoto
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo
Público/Renda: 17.755 mil torcedores/19.208 mil torcedores
Renda: R$ 689.900,00
Cartões amarelos: Pablo e Anderson Martins (São Paulo); Moisés, Gustavo Gómez, Antônio Carlos e Borja (Palmeiras)
GOL: Carlos Eduardo, aos 34 minutos do segundo tempo (Palmeiras). Folha Press

Comercial faz dois gols e fica mais perto da classificação na Copinha

A vitória por 2 a 1 do Comercial (MS) sobre o Elosport (SP), hoje, na Copa São Paulo Júnior, deixa a equipe sul-mato-grossense mais perto da classificação inédita para a segunda fase. O jogo aconteceu em Capão Bonito (SP). Na terceira rodada, e última, o Colorado precisa de uma vitória simples para seguir adiante.

Na classificação, a equipe tem quatro pontos, empatada com o Coritiba, que lidera porque tem saldo de gols maior. Classificam-se os dois primeiros colocados da tabela.

Os gols do jogo foram marcados pelo atacante Júlio César, que cruzou na área para Kerman, mas o goleiro do Elosport falhou e deixou a bola entrar, e Ewerton, depois de aproveitar cruzamento de Kerman.

O time da casa descontou no segundo tempo, depois de cobrança de escanteio. Vítor César cabeceou sozinho e venceu o goleiro Jakson, do Comercial. O Elosport ainda desperdiçou uma cobrança de pênalti.

A próxima rodada será na terça-feira (9). O Comercial vai enfrentar o Atlântico. O Elosport terá pela frente o Coritiba. Correio do Estado

Valendo artilharia para Romarinho, Al Jazira enfrenta o Pachuca

Derrotados nas semifinais do Mundial de Clubes pelos favoritos Real Madrid e Grêmio, Al-Jazira-EAU e Pachuca-MEX se enfrentam neste sábado, às 12 horas (de Brasília), no estádio Zayed Sports City, em Abu Dhabi, na disputa pela terceira colocação da competição.

Enquanto para os mexicanos, o confronto tem mais cara de formalidade, para os donos da casa, uma vitória vai coroar a boa campanha no torneio, além de poder dar ao ex-corintiano Romarinho a artilharia do torneio. Com dois gols, ele está empatado com o também brasileiro Mauricio Antonio, do Urawa Reds-JAP, que não atua mais.

Romarinho é um dos destaques do Mundial (Foto: Karim Sahib/AFP)

Entre os árabes, a derrota para o Real Madrid não foi muito lamentada. Eles até saíram na frente e resistiram aos ataques dos espanhóis até o fim do segundo tempo, quando sofreram a virada com gols de Cristiano Ronaldo e Bale.

Romarinho marcou para os donos da casa e destacou que os merengues devem ter ficado surpresos com a dificuldade da partida. “A nossa equipe está de parabéns. A gente sabe da força que o Real Madrid tem e conseguimos fazer um bom jogo. Acho que eles não esperavam tanta dificuldade”, disse.

Pelo lado mexicano, não foi desta vez que o Pachuca chegou à final do Mundial de Clubes. No entanto, nas últimas vezes que disputou a competição, os mexicanos decepcionaram e foram eliminados antes mesmo da semifinal. O terceiro lugar nesta edição pode servir de consolo ao time que participa do torneio pela quarta vez.

FICHA TÉCNICA
AL-JAZIRA-EAU x PACHUCA-MEX

Local: Zayed Sports City Stadium, em Abu Dhabi (E.A.U.)
Data: 16 de dezembro de 2017, sábado
Horário: 12 horas (de Brasília)
Árbitro: Malang Diedhiou (Senegal)
Assistentes: Djibril Camara (Senegal) e El Hadji Samba (Senegal)

AL-JAZIRA-EAU: Al Senani; Fares Juma, Salim Rashid, Ayed e Musallem Fayez; Mohamad Al Attas, Yaqoub Al Hosani, Mbark Boussoufa e Al Hammadi; Romarinho e Ali Mabkhout
Técnico: Henk ten Cate

PACHUCA-MEX: Oscar Pérez; Omar González, Óscar Murillo, Martínez e Emmanuel García; Jorge Hernández; Urretaviscaya, Honda, Guzmán, Aguirre; Franco Jara
Técnico: Diego Alonso

Gazeta Esportiva