Homem mora embaixo da ponte

Marcílio Augusto

Nas margens do rio Miranda, uma casa construída literalmente embaixo da ponte chama a atenção de quem passa pela cidade de Miranda, a 203 quilômetros de Campo Grande, já no Pantanal. O imóvel de madeira se ‘encaixa’ na estrutura de concreto e é o lar de Marcílio Augusto, um campo-grandense que resolveu ‘largar tudo’ e se mudou para o local com a esposa.

Ele conta que trabalhou durante 17 anos em postos de saúde, mas deixou a vida na Capital para trabalhar como agente funerário em Miranda e ‘morar debaixo da ponte’. “Eu sou o responsável por tudo ligado ao cemitério de Miranda”, conta.

Sobre a casa, diz que foi ‘amor à primeira vista’. Ele conta que não teve dúvidas em adquirir o imóvel no momento em que viu. “É muito diferente, por isso que a gente comprou”, explica.

O morador ainda explicou que tem o contrato da compra da casa em seu nome e contou os motivos do antigo proprietário ter se desfeito da residência. “Havia um boato de que iriam tirar todo mundo da beira do rio, daí a pessoa vendeu a casa. Uma semana depois de eu ter comprado, chegou uma carta da Justiça dizendo que não iam tirar ninguém”, lembrou.

Devido à peculiaridade da situação, ele brinca com a casa que tem. “Todo mundo fala ‘pô, mas você mora debaixo da ponte’ e eu digo que não é assim, que eles não conhecem o espaço”, contou. Até a família de Marcílio já ficou intrigada com sua moradia. “Por curiosidade, minha mãe já veio aqui pra ver se não era uma lona debaixo da ponte”, brincou.

A casa tem 6 cômodos, que segundo morador, são aconchegantes. Por conta da curiosidade que gera em quem vê a residência, Marcílio já pensa em mudar de planos novamente. “Eu e minha esposa queremos mexer com carne aqui. Tem um amigo meu que é médico que diz que quando eu montar meu estabelecimento, ele vai sair sempre de Campo Grande pra ir comer peixe frio aqui”, contou. Midiamax

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta