Cresce número de pessoas usando fogão à lenha e morando ‘de favor’

Fogão à lenha usado por famílias do loteamento Jardim das Primaveras, em Três Lagoas

Fogão à lenha usado por famílias do loteamento Jardim das Primaveras, em Três Lagoas

Com o orçamento reduzido por conta da crise financeira, aumentou no Brasil o percentual de domicílios cedidos, aqueles ocupados por empréstimo, o chamado “morar de favor”. É o que revela uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que revela ainda que cresceu o número de brasileiros que usam fogão à lenha ou carvão para cozinhar.

A Pesquisa Nacional por Amostra em domicílio Contínua (Pnad Contínua) comparou os anos de 2017 e 2016, e apontou que houve aumento dos imóveis emprestados (7%), passando de 5,6 milhões para 6 milhões, exatos 396 mil a mais. Na prática, 70% das novas residências do país passaram a ser classificadas nessa categoria.

“É um número expressivo. Tem um conjunto de elementos que sinalizam que realmente a crise pela qual o país está passando ainda é muito severa”, diz o tecnologista em informação geográfica e estatística do IBGE, Jefferson Mariano.

A Pnad Contínua mostra também que houve redução no número de imóveis financiados (-4,5%). No ano passado, 67,8% dos domicílios eram próprios e já quitados. Outros 17,6%, alugados. Cinco por cento dos imóveis eram próprios, mas ainda sendo pagos. E 0,2% eram invadidos.

Outro ponto analisado pela pesquisa do IBGE mostra que aumentou (11%) o número de brasileiros que utilizam fogo à lenha ou a carvão para cozinhar. Em 2017, eram 12,3 milhões, contra 11,1 milhões no ano anterior.

É o caso da família da Daniela Cristina dos Santos, que vive no loteamento Jardim das Primaveras, em Três Lagoas. As refeições precisam ser feitas no fogão à lenha. “É necessidade. O gás está caro e não temos dinheiro para comprar. Economizamos para comprar outras coisas”, afirma a dona de casa, atualmente desempregada. JP News

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta