Curto-circuito provocou incêndio em prédio de ruiu em SP, diz secretário

O secretário de Estado da Segurança Pública de São Paulo, Mágino Alves, afirmou na tarde desta quinta-feira (3) que um curto-circuito foi a causa do incêndio que levou ao desabamento do edifício Wilton Paes de Almeida, no largo do Paissandu, no centro de São Paulo, na madrugada da última terça (1º).

“Acabo de receber a informação de que sabemos onde começou o incêndio. Foi no quinto andar do prédio, em um cômodo onde moravam quatro pessoas. O incêndio começou em decorrência de curto-circuito, em uma tomada com TV, micro-ondas e geladeira. Não foi briga de casal. O que aconteceu foi fatalidade”, disse o secretário. 

Dois moradores do cômodo sofreram ferimentos e foram levados para o Hospital das Clínicas e para a Santa Casa. Uma das vítimas é uma criança com 3 anos, que estaria em estado grave, segundo o secretário. A outra seria o pai e estaria com dois terços do corpo queimado, mas em estado melhor do que o da criança.

Após a tragédia, moradores chegaram a apontar a causa do incêndio como uma briga doméstica, que teria sido ouvida, também no quinto andar, pouco antes das chamas se alastrarem. Também foi cogitado um vazamento em um botijão de gás como causa, o que foi descartado agora pelo secretário.

Ocupado pelo movimento LMD (Luta por Moradia Digna), o prédio abrigava 146 famílias, com 372 pessoas, segundo o Corpo de Bombeiros, sendo 25% dos ocupantes estrangeiros. Desse total, quatro pessoas são consideradas desaparecidas: um homem identificado como Ricardo, uma mulher, Selma Almeida da Silva, e seus filhos gêmeos de 9 anos.

O incêndio também atingiu outros prédios do entorno —​cinco foram interditados. Um deles corre risco de cair, segundo a Prefeitura de São Paulo. Com cerca de 13 andares, ele ficou com a fachada marcada pelo fogo e teve os cinco últimos andares danificados.

Mais cedo, os bombeiros informaram que a histórica igreja luterana que fica ao lado do edifício que ruiu está condenada e pode ter quedas da estrutura.

Uma possível demolição não é descartada, mas a decisão de derrubar a igreja só vai ocorrer após análise de engenheiros que não identifiquem nenhuma possibilidade de restaurar a estrutura já comprometida. A igreja luterana foi fundada em 1908. Folha Press

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta