Fábio Koff, ex-presidente do Grêmio, morre aos 86 anos

Fábio Koff ex-presidente do Grêmio morreu na madrugada desta quinta-feira em Porto Alegre (Foto: Lucas Rizzatti/GloboEsporte.com)

Fábio Koff ex-presidente do Grêmio morreu na madrugada desta quinta-feira em Porto Alegre (Foto: Lucas Rizzatti/GloboEsporte.com)

O ex-presidente do Grêmio Fábio André Koff, 86 anos, morreu nesta quinta-feira (10) em Porto Alegre, onde estava internado com um quadro de infecção hepática. De acordo com o Hospital Moinhos de Vento, a morte aconteceu às 7h20.

“O Clube expressa toda consternação pela perda de um símbolo de sua história, responsável pela maior glória já alcançada dentro de campo, e solidariza-se com sua família, amigos e com a torcida tricolor”, diz o trecho de um comunicado divulgado pelo clube.

O ex-dirigente estava internado desde o dia 3 após apresentar quadro de mal estar, piora do estado geral e febre. Foi constatada anemia severa, e infecção hepática por meio de exames.

Koff foi medicado com antibióticos, além de outras medidas. Na segunda-feira (7) foi transferido para o Centro de Tratamento Intensivo (CTI).

De acordo com o médico pneumologista Pierangelo Tadeu Baglio, o ex-presidente do Grêmio apresentou quadro clínico de septicemia, insuficiência respiratória e disfunção múltipla dos órgãos até sua morte na manhã desta quinta.

Koff foi presidente do Grêmio em 1982 e 1983, período em que o time foi campeão da Libertadores e do Mundial, e entre 1993 e 1996, após recuperar-se de um câncer, para voltar a ser campeão da América, do Brasileiro e da Copa do Brasil. A última passagem foi entre 2013 e 2014. O dirigente ainda presidiu o Clube dos 13 de 1987 até sua dissolução, em 2011. G1

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta