Membro de quadrilha de roubo a banco é condenado a 12 anos

Membro de quadrilha de roubo a banco é condenado a 12 anos

A justiça de Mato Grosso condenou a 12 anos de prisão Marcos Aurelio Bueno da Silva pela explosão dos caixas eletrônicos de uma agência do Banco do Brasil em São José do Quatro Marcos (309 km de Cuiabá).

A decisão é do Jorge Luiz Tadeu Rodrigues, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá.

A ação penal foi proposta pelo Ministério Público contra Baltazar Pereira Leandro Neto (ou Baltazar Luz de Santana, vulgo “Boy”, ou “Leandro Boy”), Jom Petson Figueiredo (alcunha “Jony Louco”), Carlos Alberto da Cruz Matos, Luênio Cézar Rondon Rocha e Marco Aurélio Bueno da Silva, vulgo “Kiko”.

Eles foram acusados de explodir e roubar uma agência do Banco do Brasil em São José dos Quatro Marcos, e pelo crime de formação de quadrilha armada.

Apenas Marco Aurélio foi condenado pelos crimes, com pena de 12 anos e quatro meses de reclusão em regime inicial fechado, e pagamento de 41 dias/multa. Os demais foram absolvidos por não existir prova suficiente para a condenação.

O regime fechado foi fixado em decorrência da reincidência de Marco Aurélio. Ele chegou a ser preso em 2012 em uma operação da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) para desmantelar uma quadrilha que comandou dezenas de explosões de caixas de saques rápidos na capital e interior de Mato Grosso e nas cidades de Campo Grande, Cassilândia (MS), Pimenta Bueno e Cacoal, municípios do estado de Rondônia.  MT +

 

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta