Advogada é multada em R$ 25 mil por construir piscina perto de rio sem autorização ambiental em MS

Piscina construída às margens do rio Coxim (Foto: PMA/Divulgação)

Piscina construída às margens do rio Coxim (Foto: PMA/Divulgação

A Polícia Militar Ambiental (PMA) de Coxim, a 257 quilômetros de Campo Grande, multou em R$ 25 mil uma advogada por ter construído uma piscina e feito outras obras perto do rio, sem autorização legal.

O crime ambiental foi verificado durante fiscalização na terça-feira (17), após denúncias de que uma pessoa teria executado obras à margem do rio Coxim, no perímetro urbano do município. No local, os policiais confirmaram, que havia construção degradando a mata ciliar do rio que é Área de Preservação Permanente (APP).

A dona da casa, uma advogada de 53 anos que não teve o nome divulgado pela PMA, teria feito a derrubada da vegetação para realizar as obras, entre elas um muro de arrimo em alvenaria ao longo da divisa e limite do tereno com o rio Coxim. Parte desse muro foi utilizado como suporte para instalação de uma piscina de fibra e em outra parte uma rampa de acesso para barcos.

A obra foi executada sem licença ambiental e a dona da casa informou à PMA que tinha apenas autorização para construir a rampa de descida de barcos. As obras foram interditadas.

A advogada recebeu multa de R$ 25 mil por infração administrativa e também responderá por crime ambiental, com pena prevista de um a três anos de detenção. Ela terá que apresentar junto ao órgão ambiental estadual um Plano de Recuperação de Área Degradada e Alterada (PRADA). G1

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta