Cassilândia: Alta produtividade da soja no município poderá atrair grandes produtores

Cassilândia: Solo produtivo e propício para a produção agrícola

A boa notícia da Aprosoja, em parceria com a Famasul e órgãos dos governos Estadual e Federal poderá ser o início de uma grande revolução na economia de Cassilândia, a de que as terras de nosso município são mais produtivas do que as do Chapadão do Sul e de Costa Rica, sendo as mais produtivas da região Norte do Estado.

O prefeito Jair Boni e o secretário de Desenvolvimento Municipal, José Martiniano de Moura, têm, a partir de agora, o suporte dos números de produtividade dos órgãos oficiais que lidam com a produção da soja e de outros grãos, e a partir daí, somando-se às principais forças de Cassilândia, buscar um novo e promissor futuro para produzir ainda mais soja, milho, algodão etc.

De acordo com os gráficos oficiais, em Cassilândia a soja rende mais de 65 sacas por hectare contra 62 do Chapadão do Sul e 64 de Costa Rica. Em todo o Estado, Cassilândia está em quarto lugar dentre 79 municípios.

Cassilândia é a bola da vez. Chegou a hora se promover uma verdadeira revolução agrícola em nosso município, pois terras de qualidade nós temos, boa vontade também, então, com todas essas ferramentas, é só acreditar, arregaçar as mangas e pisar firme neste solo cassilandense, o mais produtivo de toda a região Norte de Mato Grosso do Sul.

Acreditar é preciso. Empreender é preciso mais ainda. Boa sorte, Cassilândia.

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta