Homem que matou ex a tiros e tentou suicídio vai a júri nesta quarta-feira

Vítima foi surpreendida pelo ex quando estava no trabalho – Foto: Valdenir Rezende / Arquivo / Correio do Estad

Johnny Souza, acusado de matar a ex-mulher, Pâmella Jennifer Garicoi, 32 anos, com um tiro à queima-roupa, irá a júri amanhã, na 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande. Após o crime, Souza tentou cometer suicídio.

Crime aconteceu no dia 23 de março de 2017. Vítima estava separada do acusado e, após registrar boletim de ocorrência contra ele, retornou ao seu trabalho, na avenida Mascarenhas de Moraes.

Em frente ao estabelecimento comercial, Pâmella foi abordada pelo ex e contou sobre sua ida à delegacia. Em seguida, ela entrou na loja.

Pouco tempo depois, quando já estava em sua mesa, vítima foi surpreendida pela invasão do acusado, já com arma em punho. Ele se aproximou da mulher rapidamente e efetuou um disparo, que atingiu o pescoço da vítima. Em seguida, acusado tentou se matar com um tiro no rosto.

Ambos foram socorridos e encaminhados à Santa Casa. Pâmella não resistiu aos ferimentos e morreu cerca de um mês após o crime. Já Johnny sobreviveu e foi preso depois de receber alta.

Pâmella e Johnny tiveram relacionamento por 11 anos e estavam separados há dois meses. O acusado, no entanto, não aceitava a separação. Vítima chegou a registrar seis boletins de ocorrência contra o ex-marido, sendo três por lesão corporal, e tinha medida protetiva contra ele. Casal tinha uma filha.

Em dezembro do ano passado, o juiz titular da 2ª Vara, Aluizio Pereira dos Santos, decidiu pelo julgamento do acusado por júri popular. Ele responderá pelo crime de feminicídio, qualificado pelo motivo torpe e pelo recurso que dificultou a defesa da vítima. Correio do Estado

VEJA O VÍDEO!

Compartilhe:
Posted in Noticias and tagged .

Deixe uma resposta